Busca | Cadastre-se | Como Anunciar 
   
 CLASSIFICADOS
  
 Neg. & Oport.
   Empresas
   Equipamentos
   Serviços
   Outros
  
 Vagas
   Banho&Tosa
   Veterinária
   Comerc/Vendas
   Adm
   Canil/Pass/Hot
   Motorista
   Outros
  
 Candidatos
   Banho&Tosa
   Veterinária
   Comerc/Vendas
   Adm
   Canil/Pass/Hot
   Motorista
   Outros
  
 Cursos
  
 Vendo
  
 Doa-se
  
  
 GUIA EMPRESAS
 Adestradores
 Aquários
 Associações
 Atacadistas
 Aviculturas
 Banho e Tosa
 Canis
 Clínicas
 Consultorias
 Criadores
   Aves
   Roedores
   Reptil/Anfíbio
   Primatas
 Distribuidores
 DogSitter
 Entidades
 Fabricantes
 Gatis
 Hotéis
 Informática
 Laboratórios
 Padarias
 Passeadores
 PetShops
 Rações
 Representantes
 Serviços
 TaxiDog
  
 Lançamentos
 Reportagens
 Consultoria
 Dicas
 Veterinários
 Eventos
 Legislação
  
 Agility
 Raças
 Meu amigo Pet
 Pássaros
  
 PROMOÇÕES
 Busca
 Cadastre-se
 Como Anunciar
 Contato
  

   

JABUTIPIRANGA (Geochelone carbonaria)

  • Origem: Brasil.
  • Tamanho: até 50 cm.
  • Hábitos: diurnos e terrestres.
  • Terrário: espaço mínimo de 3 x 2 x 1 m com terra ou grama e plantas naturais. Pouca umidade (10 %) e temperatura entre 26 e 32 ºC.
  • Reprodução: ovíparo.
  • Manuseio: não gostam de ser manuseados, porém não são agressivos.

  • Caracteriza-se pela carapaça relativamente alongada. Em geral é de colorido mais vivo que Geochelone denticulata. Possui as escamas da cabeça e da pata de cor vermelha.

  • Alimentação: Alcon Club Répteis Jabuti, como alimento principal, complementado com Alcon Club Répteis Legumes e Frutas, acrescidos de Labcon Reptovit.

  • Cativeiro: no Brasil e em países de clima tropical, normalmente são mantidas em terrários abertos.

    Nestes recintos é importante que o chão seja gramado e não de terra batida, muito menos concreta ou qualquer outro tipo de solo abrasivo. Os machos no período reprodutivo caminham encaixados sobre as fêmeas e tendem a pôr o pênis em contato com o solo, que se for abrasivo pode resultar em graves feridas.

    Dadas as particularidades anatômicas dos Jabutis, a água deve ser fornecida em recipientes rasos e enterrados ao mesmo nível do solo, de maneira que não existam dificuldades para os animais beberem. Nas regiões de clima frio, é importante que existam abrigos no próprio recinto, onde os animais possam ser recolhidos à noite. O aquecimento desses abrigos pode ser feito por lâmpadas estrategicamente dispostas, cuja única função seja aquecer e não iluminar.

  • Reprodução: Importante que os machos sejam bem maiores do que as fêmeas, para que no momento da cópula consigam conter a fêmea pressionando-a contra o solo e procedendo efetivamente a cópula. Se os machos forem do mesmo tamanho ou menor, a fêmea pode começar a andar obrigando o macho a fazer o mesmo, dificultando ou mesmo inviabilizando a cópula. Têm-se observado posturas pouco numerosas, compostas por aproximadamente seis ou sete ovos, mas alguns autores mencionam posturas de 15 a 20 ovos.

    Todas as duvidas e maiores detalhes sobre os lançamentos e outros produtos da linha Alcon, Labcon podem ser encontrados no site www.labcon.com.br ou pelo fone (47) 33670238