Busca | Cadastre-se | Como Anunciar 
   
 CLASSIFICADOS
  
 Neg. & Oport.
   Empresas
   Equipamentos
   Serviços
   Outros
  
 Vagas
   Banho&Tosa
   Veterinária
   Comerc/Vendas
   Adm
   Canil/Pass/Hot
   Motorista
   Outros
  
 Candidatos
   Banho&Tosa
   Veterinária
   Comerc/Vendas
   Adm
   Canil/Pass/Hot
   Motorista
   Outros
  
 Cursos
  
 Vendo
  
 Doa-se
  
  
 GUIA EMPRESAS
 Adestradores
 Aquários
 Associações
 Atacadistas
 Aviculturas
 Banho e Tosa
 Canis
 Clínicas
 Consultorias
 Criadores
   Aves
   Roedores
   Reptil/Anfíbio
   Primatas
 Distribuidores
 DogSitter
 Entidades
 Fabricantes
 Gatis
 Hotéis
 Informática
 Laboratórios
 Padarias
 Passeadores
 PetShops
 Rações
 Representantes
 Serviços
 TaxiDog
  
 Lançamentos
 Reportagens
 Consultoria
 Dicas
 Veterinários
 Eventos
 Legislação
  
 Fórum
 Agility
 Raças
 Meu amigo Pet
 Pássaros
  
 PROMOÇÕES
 Busca
 Cadastre-se
 Como Anunciar
 Contato
  

   

CALOPSITAS

Parentes dos Papagaios e Cacatuas, as Calopsitas (Nymphicus hollandicus) são originárias da Austrália e foram descritas pela primeira vez em 1792.

Chegaram ao continente europeu, trazido por expedições, por volta do ano 1840. Atualmente, junto com seus “primos”, os Periquitos Australianos (Melopsittacus undulatus), são os psitacídeos mais criados no mundo.

De fácil criação e vida longa (em média 18 anos, desde que bem cuidadas), as Calopsitas são recomendadas para quem deseja ter um belo pássaro sem muito trabalho.

No seu habitat natural, as Calopsitas vivem em bandos e gostam de nidificar em troncos de árvores mortas. São encontradas próximas a rios e cachoeiras e suas migrações são controladas pelo ciclo das águas.

Através de cruzamentos selecionados, partindo da coloração original amarelo-acinzentada, atualmente encontramos vários padrões de coloração, entre eles o canela, o arlequim e o prata.

O adestramento das Calopsitas requer muita paciência e não são todas que aprendem, porém os resultados são recompensados com belos assobios e a repetição de algumas músicas.

Reprodução:

As Calopsitas apresentam dimorfismo sexual, sendo que os machos possuem a coloração facial mais intensa. Uma vez formado o casal, desenvolvem um relacionamento cheio de afagos, permanecendo o tempo todo juntos. A fêmea coloca em média 5 ovos por postura. O trabalho de chocar os ovos é compartilhado entre o casal. Os ovos eclodem após um período médio de 18 dias e os filhotes estão prontos para deixar o ninho após 28 dias aproximadamente.

Manutenção:

Necessitam de bastante espaço para que possam voar e saltar de um poleiro para outro, sendo interessante uma gaiola mais comprida do que alta. Uma gaiola de 1 m x 30 cm x 40 cm é o mínimo para uma Calopsita. A gaiola também deve conter um ninho tipo caixa com cerca de 35 cm de altura e 20 cm nas laterais. Um comedouro, bebedouro e água para banho em uma tigela são fundamentais. É interessante a colocação em um local ventilado, que receba sol pela manhã, mas que não pegue correntes de ar. A limpeza diária é importante para o bem estar destas belas aves.

Alimentação:

Alcon Club Periquito, alcon Club Farinhada com Ovo para Psitacídeos, alcon Club Papa para Filhotes - Psitacídeos .

Maiores Informações www.labcon.com.br

Esta página é de responsabilidade de Heloisa Helena Amaro - Assessoria de Imprensa - assessoriaimprensa@terra.com.br
telefax 19 3236-5745