Busca | Cadastre-se | Como Anunciar 
   
 CLASSIFICADOS
  
 Neg. & Oport.
   Empresas
   Equipamentos
   Serviços
   Outros
  
 Vagas
   Banho&Tosa
   Veterinária
   Comerc/Vendas
   Adm
   Canil/Pass/Hot
   Motorista
   Outros
  
 Candidatos
   Banho&Tosa
   Veterinária
   Comerc/Vendas
   Adm
   Canil/Pass/Hot
   Motorista
   Outros
  
 Cursos
  
 Vendo
  
 Doa-se
  
  
 GUIA EMPRESAS
 Adestradores
 Aquários
 Associações
 Atacadistas
 Aviculturas
 Banho e Tosa
 Canis
 Clínicas
 Consultorias
 Criadores
   Aves
   Roedores
   Reptil/Anfíbio
   Primatas
 Distribuidores
 DogSitter
 Entidades
 Fabricantes
 Gatis
 Hotéis
 Informática
 Laboratórios
 Padarias
 Passeadores
 PetShops
 Rações
 Representantes
 Serviços
 TaxiDog
  
 Lançamentos
 Reportagens
 Consultoria
 Dicas
 Veterinários
 Eventos
 Legislação
  
 Fórum
 Agility
 Raças
 Meu amigo Pet
 Pássaros
  
 PROMOÇÕES
 Busca
 Cadastre-se
 Como Anunciar
 Contato
  

   

ATROSE CAUSA DORES CRÔNICAS AOS CÃES

95% dos casos são diagnosticados em animais com cinco anos ou mais

A artrose não é uma doença que assombra apenas a raça humana. Esta patologia evolutiva que degenera as cartilagens e forma osteófitos (formações ósseas próximas às juntas, que dificultam a locomoção) é diagnosticada com muita freqüência em cães de todas as raças. 20% deles sofrem de artrose depois de um ano de vida – embora 95% dos casos apareça em animais com mais de cinco anos.

Se o cão apresenta uma rigidez do corpo ao acordar, dificuldade de se mover ou de se levantar e dor crônica, é bom ficar de olho. “A artrose pode aparecer aos poucos ou bruscamente, depois de algum traumatismo ou exercício excessivo”, explica Yves Miceli, médico veterinário da Royal Canin, empresa francesa líder mundial na fabricação de alimentos nutrição/saúde para animais de estimação, que desenvolve alimentos para cães com o problema. “Alguns outros sintomas não são tão óbvios como a perda do apetite ou mudanças comportamentais como deixar de ladrar. Raramente o proprietário interpreta esses sintomas como sendo de dor”, alerta.

Entre as principais causas da artrose estão a obesidade, a atividade intensa e a predisposição genética, especialmente em raças como Labrador Retriever e Pastor Alemão. “O veterinário ainda poderá prescrever anti-inflamatórios e condroprotetores. Além de uma alimentação especial, o cão provavelmente terá de fazer exercícios supervisionados", diz Miceli.

Sempre lançando tendências no mercado, a Royal Canin descobriu através de anos de pesquisa uma matéria prima capaz de reduzir os danos da doença: o GLM (Green-Lipped Mussel), presente em uma variedade de ostra da Nova Zelândia – o mexilhão verde. O GLM é rico em Ômega-3, ácidos graxos e possui propriedade anti-inflamatórias, por isso é um componente importante do alimento seco Mobility Support. Este alimento favorece a manutenção da mobilidade articular nos cães adultos e regenera as cartilagens, auxiliando no tratamento da artrose. “Os benefícios do Mobility Support podem ser observados após 6 semanas e a dieta pode ser mantida pelo resto da vida do animal”, afirma Miceli. Além disso, o alimento diminui os custos do tratamento.

Serviço:
Royal Canin
Site: www.royalcanin.com.br
Tel: 0800 703 55 88

voltar...