Busca | Cadastre-se | Como Anunciar 
   
 CLASSIFICADOS
  
 Neg. & Oport.
   Empresas
   Equipamentos
   Serviços
   Outros
  
 Vagas
   Banho&Tosa
   Veterinária
   Comerc/Vendas
   Adm
   Canil/Pass/Hot
   Motorista
   Outros
  
 Candidatos
   Banho&Tosa
   Veterinária
   Comerc/Vendas
   Adm
   Canil/Pass/Hot
   Motorista
   Outros
  
 Cursos
  
 Vendo
  
 Doa-se
  
  
 GUIA EMPRESAS
 Adestradores
 Aquários
 Associações
 Atacadistas
 Aviculturas
 Banho e Tosa
 Canis
 Clínicas
 Consultorias
 Criadores
   Aves
   Roedores
   Reptil/Anfíbio
   Primatas
 Distribuidores
 DogSitter
 Entidades
 Fabricantes
 Gatis
 Hotéis
 Informática
 Laboratórios
 Padarias
 Passeadores
 PetShops
 Rações
 Representantes
 Serviços
 TaxiDog
  
 Lançamentos
 Reportagens
 Consultoria
 Dicas
 Veterinários
 Eventos
 Legislação
  
 Fórum
 Agility
 Raças
 Meu amigo Pet
 Pássaros
  
 PROMOÇÕES
 Busca
 Cadastre-se
 Como Anunciar
 Contato
  

   

DIAGNÓSTICO QUE AJUDA A SALVAR MAIS VIDAS.

Muitos animais tiveram as suas vidas salvas por conta de exames rápidos realizados nas próprias clínicas.
     “Com freqüência recebemos pacientes com hálito extremamente desagradável, para os quais nossos clientes solicitam a “limpeza do tártaro dentário”. Porém, muitas vezes, mesmo após a limpeza do tártaro ter sido efetuada, os animais permanecem com o mesmo hálito desagradável. Submetê-los a uma simples coleta de sangue para a análise de parâmetros bioquímicos hepáticos renais e glicose sangüínea, com freqüência nos indica alterações em um ou mais órgãos que, se tratadas convenientemente com alterações na dieta e terapia pertinente, evitarão evolução, muitas vezes fatal, dessas doenças”, revela o médico veterinário Regis Christiano Ribeiro, formado pela Universidade de São Paulo com especializações no Royal College of Veterinary e Clínica Judith Iffey, de Londres.


Diagnóstico precoce em pets: sintomas comuns podem ser indícios de doenças graves

Os animais de estimação ocupam um número cada vez maior nos domicílios do mundo inteiro. Só no Brasil há, aproximadamente, 27 milhões de cães; 11 milhões de gatos; 3 milhões de criadores de pássaros e 500 mil aquários.

Com um público tão grande e variado, a oferta de produtos e serviços não poderia ser pequena, principalmente, quando se fala em cuidados com a saúde. A grande maioria dos donos dos “pets” não poupa esforços para ver os seus bichinhos saudáveis, porém, não é sempre que estão atentos aos pequenos sinais que estes podem demonstrar quando estão doentes.

Vômitos e diarréias, por exemplo, são sintomas comuns a diversos tipos de doenças, inclusive, de doenças graves, tais como pancreatite e doenças renais. A obesidade, por sua vez, que hoje já afeta 25% dos cães e gatos dos países ocidentais - segundo relatório da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos - pode desencadear problemas renais e também diabetes. A doença, aliás, já atinge 1 dentre 500 cães e 1 dentre 200 gatos, de acordo com a Associação Americana de Diabetes.

Para evitar que as doenças se agravem é importante um acompanhamento especializado. Atualmente, as clínicas veterinárias contam com equipamentos de alta tecnologia para a facilidade, conveniência e melhoria do atendimento aos animais. A análise bioquímica, por exemplo, é uma orientadora na escolha de um tratamento adequado e na monitorização dos resultados do mesmo.

De acordo com a dra. Simone De Luca, médica-veterinária formada pela Universidade de São Paulo (USP), “a importância da análise bioquímica em pets é prevenir certas patologias e proporcionar qualidade de vida aos companheiros inseparáveis do homem. Se uma patologia é detectada no início de sua evolução, certamente o tratamento é mais eficiente e o quadro clínico será mais brando que após muito tempo de evolução. Um diagnóstico rápido e preciso traz satisfação para o médico veterinário, para o proprietário e, principalmente, para o paciente que recebe o benefício em poucos minutos. Além de oferecer um tratamento seguro e uma chance muito grande de sobreviver a uma doença que poderia ser fatal se não diagnosticada adequadamente. Dependendo da patologia em questão, em apenas um dia o quadro pode evoluir e ser fatal”.

Hoje em dia, os animais não precisam ser encaminhados aos laboratórios especializados, pois já é possível a realização da análise bioquímica dentro da própria clínica veterinária, com a utilização de monitores para testes rápidos que disponibilizam os resultados entre 3 e 4 minutos. Desta forma, é possível que seja realizada a análise de parâmetros como creatinina, uréia (verificação renal), TGP e TGO (enzimas que indicam alterações no fígado), glicose, entre outros, na própria Clínica Veterinária.

Informações à imprensa:

ADS Assessoria de Comunicações
Contatos com Vera Santiago (MTB. 14.486)
e-mail: veras@adsbrasil.com.br
telefone: (11) 5090.3016
e Andressa Scaldaferri
e-mail: andressas@adsbrasil.com.br
telefone: (11) 5090.3042

voltar...