Busca | Cadastre-se | Como Anunciar 
   
 CLASSIFICADOS
  
 Neg. & Oport.
   Empresas
   Equipamentos
   Serviços
   Outros
  
 Vagas
   Banho&Tosa
   Veterinária
   Comerc/Vendas
   Adm
   Canil/Pass/Hot
   Motorista
   Outros
  
 Candidatos
   Banho&Tosa
   Veterinária
   Comerc/Vendas
   Adm
   Canil/Pass/Hot
   Motorista
   Outros
  
 Cursos
  
 Vendo
  
 Doa-se
  
  
 GUIA EMPRESAS
 Adestradores
 Aquários
 Associações
 Atacadistas
 Aviculturas
 Banho e Tosa
 Canis
 Clínicas
 Consultorias
 Criadores
   Aves
   Roedores
   Reptil/Anfíbio
   Primatas
 Distribuidores
 DogSitter
 Entidades
 Fabricantes
 Gatis
 Hotéis
 Informática
 Laboratórios
 Padarias
 Passeadores
 PetShops
 Rações
 Representantes
 Serviços
 TaxiDog
  
 Lançamentos
 Reportagens
 Consultoria
 Dicas
 Veterinários
 Eventos
 Legislação
  
 Fórum
 Agility
 Raças
 Meu amigo Pet
 Pássaros
  
 PROMOÇÕES
 Busca
 Cadastre-se
 Como Anunciar
 Contato
  

   

SEGMENTO PET NA VANGUARDA DA INCLUSÃO SOCIAL

Richard, um jovem de 16 anos, teve paralisia cerebral. Fez o curso de estética animal. É habilidoso em tosa e possui um perfil de funcionário desejável por qualquer petshop.

Renan, no 1º ultrassom da gravidez, descobriu-se que ele possuía uma má-formação e que não existia a menor possibilidade dele nascer. Uma médica até sugeriu interromper a gravidez. Hoje ele está com quase 5 anos, é portador da Síndrome de Down, está cheio de vida, trazendo muita alegria para sua família e já transformou a forma de ver a vida de muitas pessoas que o cercam.

Jovens como o Richard e Renan foram um incentivo para a criação do Projeto Recriar. O Projeto Recriar visa capacitar e promover pessoas com deficiências, tendo como foco a inclusão no Mercado Pet. O projeto surgiu através da iniciativa da escola de formação profissional PÊLO MODELO e a empresa RUMO VERDE PET que perceberam o esforço dessas pessoas especiais em superar barreiras. Com foco no aprendizado e na inserção das pessoas com deficiência no mercado de trabalho do segmento PET, cobre a lacuna de ausência de projetos deste tipo. Por ser um projeto de inclusão, atende também as pessoas sem deficiência que esteja em vulnerabilidade social.

Pioneiro, este projeto conta com a parceria da AVAPE (Associação para Valorização de Pessoas com Deficiência), experiente em reabilitação e capacitação de pessoas com deficiência. A base deste Projeto está na família que reforça os valores, na escola que lhe dá o saber e na empresa que o empregará e onde ele terá a oportunidade de praticar seus conhecimentos. A capacitação para serviços no segmento PET pertencente a este programa está registrada no Ministério do Trabalho e Emprego e prevê uma carga horária de 2496 horas de aprendizagem a serem praticadas ao longo de 23 meses. Prevê a capacitação de aprendizes de auxiliar de veterinário, banhista, tosador e esteticista animal. Assim, diversas empresas da área veterinária podem se beneficiar com estes aprendizes: indústria, petshop, clínicas, hospitais, laboratórios, empresas de adestramento, hotéis, etc.

Tanto as empresas podem indicar uma pessoa com deficiência para participar do projeto, como a própria pessoa com deficiência pode procurar o projeto RECRIAR e se inscrever. Baseado na Lei do Jovem Aprendiz, a empresa contará com alguns benefícios: alíquota de FGTS diferenciada de 2%, sem aplicação de multa de 40% sobre FGTS em caso de quebra de contrato, ausência de aviso prévio, entre outros. Para empresas que trabalham com lucro real, possui Dedução do Imposto de Renda, até o limite de 2% do lucro operacional, de acordo com a Lei n.º 9.249 / 95.

Os aprendizes com deficiência ainda possuem o benefício de não terem restrição de idade para ingressar no projeto.

Cabe ressaltar que a empresa não precisará se preocupar com reformas para receber o aprendiz com deficiência. Todos os aspectos serão analisados pela equipe da AVAPE: análise ocupacional, acessibilidade e/ou adaptações.

Antes de ser indicada para o mercado de trabalho, a pessoa com deficiência passa por uma equipe multidisciplinar que avalia a sua condição de inclusão. Dessa forma, a pessoa com deficiência estará em plenas condições de exercer as funções destinadas a ele.

Além da formação específica (aprendiz de auxiliar veterinário, banhista, tosador ou esteticista animal), o aprendiz com deficiência participante desta capacitação terá também aulas que o ajudarão a se formar como cidadão e bom profissional: técnicas de desenvolvimento profissional, comunicação oral e escrita, matemática, cidadania e juventude, saúde e qualidade de vida no trabalho, educação fiscal e inclusão digital.

Durante todo o período de aprendizagem, o aprendiz com deficiência pode desempenhar todas as funções de um funcionário comum e continuamente será avaliado pela equipe pedagógica e pela empresa que o contratou, aumentando ainda mais a qualidade da capacitação.

Ao aderir o projeto RECRIAR, as organizações do mercado de animais de estimação:

  • Propiciam a capacitação e inclusão de aprendizes, conforme melhores práticas recomendadas pelos principais organismos nacionais e internacionais, em termos sociais, profissionais, ergonômicos e de acessibilidade.

  • Estimula a inclusão de pessoas em vulnerabilidade social, com o emprego em funções e cargos compatíveis com suas necessidades estratégicas e com sua infraestrutura física e de RH.

  • Emprega e inclui em seu quadro de funcionários, profissionais devidamente habilitados e adequados às suas reais necessidades, e, daí mais que o simples emprego, agregar pessoas que efetivamente contribuam com o seu negócio.

  • Contribui para a melhoria do IDH (índice de Desenvolvimento Humano).

  • dquire o direito de utilização do Selo Empresa Solidária, agregando um diferencial positivo a seus serviços, auxiliando na aceleração dos seus negócios e fixando sua marca, sendo reconhecida nos meios de comunicação como Empresa com Responsabilidade Social.

    Levando-se em conta o cenário brasileiro e sendo grande parte dos petshops e empresas deste segmento, micro e pequenas empresas, este é um projeto de vanguarda, onde as empresas fazem inclusão social espontaneamente, sem a obrigatoriedade da lei.

    Com o projeto, jovens como Richard e Renan serão capacitados e não ficarão a mercê da vulnerabilidade social.

    Este projeto motiva a todos os envolvidos nele. Isso acontece com a concretização do sonho de nossos jovens. Quer motivação maior do que ver uma pessoa superando barreiras, trabalhando e formando sua família?

    "NINGUÉM PODE COMEÇAR DE NOVO MAS, QUALQUER UM PODE FAZER UM NOVO FIM" (Chico Xavier)

    Quadro comparativo

    CLTFree LancerAprendizAprendiz Def. Intelec.
    SalárioMinimo da categoria60,00 p/diaMínimo federalMínimo federal
    FGTS8%-2%2%
    Multa rescisória (40% FGTS)simRisco de ações trabalhistanãonão
    Aviso préviosimRisco de ações trabalhistanãonão
    Tempoindeterminado???2 anos2 anos
    Desenvolvimento pessoalsem programaçãonãoconstanteconstante
    Monitoramento do desempenhonãonãosimsim
    Seguro de vidanãonãoSimSim
    Risco de passivo trabalhistasimsimNãonão
    Coordenador, orientador de turma e equipe multidisciplinar (ensino superior)nãonãoSimSim
    Uniforme e EPInãonãoSimSim
    Atividades básicas, específicas e diversificadasnãonãoSimSim
    Preenchimento de vaga por evasão ou desligamentonãonãoSimSim




    Clique aqui para mais informações.

  • voltar...