Busca | Cadastre-se | Como Anunciar 
   
 CLASSIFICADOS
  
 Neg. & Oport.
   Empresas
   Equipamentos
   Serviços
   Outros
  
 Vagas
   Banho&Tosa
   Veterinária
   Comerc/Vendas
   Adm
   Canil/Pass/Hot
   Motorista
   Outros
  
 Candidatos
   Banho&Tosa
   Veterinária
   Comerc/Vendas
   Adm
   Canil/Pass/Hot
   Motorista
   Outros
  
 Cursos
  
 Vendo
  
 Doa-se
  
  
 GUIA EMPRESAS
 Adestradores
 Aquários
 Associações
 Atacadistas
 Aviculturas
 Banho e Tosa
 Canis
 Clínicas
 Consultorias
 Criadores
   Aves
   Roedores
   Reptil/Anfíbio
   Primatas
 Distribuidores
 DogSitter
 Entidades
 Fabricantes
 Gatis
 Hotéis
 Informática
 Laboratórios
 Padarias
 Passeadores
 PetShops
 Rações
 Representantes
 Serviços
 TaxiDog
  
 Lançamentos
 Reportagens
 Consultoria
 Dicas
 Veterinários
 Eventos
 Legislação
  
 Agility
 Raças
 Meu amigo Pet
 Pássaros
  
 PROMOÇÕES
 Busca
 Cadastre-se
 Como Anunciar
 Contato
  

   

O KELPIE AUSTRALIANO DE TRABALHO


Karana Hawk
Em ranchos na América do Norte, como no cerrado australiano, o Kelpie de trabalho geralmente trabalha sem supervisão, confiando no seu próprio instinto para achar e reunir rebanho.

O Kelpie de trabalho é um cachorro ativo, hábil e sempre pronto para o trabalho. Ele originou-se por volta de 1870, desempenhando um papel importante no desenvolvimento do rebanho ovino e da industria da lã na Austrália. Descendente do "coley de trabalho" Britânico (originado do Border Collie), o Kelpie foi criado para as adversidades, clima quente, terras extensas, e o indomável Merino da Austrália. O Kelpie, sendo um cachorro natural de trabalho, foi bem aclimatado para as hostis condições desse país.

De onde vieram os primeiros Kelpies

O grande problema em pesquisar o primitivo Kelpie parece vir da palavra "Collie" ou "Colley". Tende a confundir os recente criadores de Kelpies. Refere-se geralmente a cão de trabalho. De fato, os verdadeiros cães de trabalho eram chamados de cães de pastoreio (sheepdogs) em vez de collies mas o uso dessa palavra mudou-se gradualmente. A palavra Collie ou Colley não se refere a uma raça em particular. O Border Collie é uma raça. Bearded Collie é outra raça. Collie Rough (a Lassie do filme), é outra. O Kelpie, outra raça. Todas foram referenciadas como Collies ou Colleys em meados de 1800. Até alguns documentos na Austrália recentemente tem o Kelpie como Kelpie Collies.

O que as pessoas esquecem é que existem variedades diferentes de cães de pastoreio na Grã Bretanha. Eles eram todos chamados de Collies ou "Collies de trabalho". Até os Kelpies que eram comprados de criadores de Kelpies eram freqüentemente chamados de Collies na Austrália antigamente.

Uma das raças mais conhecidas era a Rutherford, introduzida nas primeiras linhagens de Kelpies. A raça Rutherford data de centenas de anos nas terras altas da Escócia e não tem nada a ver com a formação da raça Border Collie.

Muitas dessas linhagens de cães de pastoreio já desapareceram. O Collie das terras altas da Escócia permaneceu puro em suas características até que a Rainha Victoria se interessou na raça e os tornou popular. Ele era um cachorro com uma pelagem densa, de conformação forte, lidava com o gado e ovinos das terras altas da Escócia.

Karana Hawk e Gunna Polly (Jill)

O mesmo desenvolvimento aconteceu na Austrália. Muitos criadores de Kelpies se estabeleceram por volta de 1800. Na Austrália eles eram utilizados sem cruzamento, mas alguns foram cruzados com Dingo. Isso produziu uma raça conhecida em meados de 1800 como Timmins Biters. Essa raça é conhecida como um dos ancestrais do Australian Cattle Dog (Blue heeler e Red heeler). Timmins Biters regularmente conduziam o gado entre Sydney e Bathurst. Existia também o Black & Tan Collies da Galway (Collies preto e creme). Foi reportada a existência desta raça na Ilha do Homem e eles eram chamados de "Holding Dogs" (cães que seguram o rebanho). Acredita-se que o Collie preto e creme foi trazido para o País de Gales e Escócia pelas Vickings e há cães semelhantes na Noruega chamados "Moo Dogs" que são usados para trabalhar Alces e gado. Essa raça se concentrou em Ross e Cromarty e escritores Britânicos reportaram que essa raça esta na formação do Kelpie.


Karana Hawk
A Sr. Iris Combe em outro de seus livros (Herding Dogs - Cães de Rebanho) considera que a linhagem do Kelpie talvez tenha se originado de uma linhagem separada do Collie nas ilhas no Norte e Oeste da Escócia. Segundo o Sr. Combe uma raça pura de Preto ou Preto e Creme de Cães de Rebanho também existiu a séculos em Ross, Cromarty e Sutherland e essas linhagens produziram ocasionalmente filhotes marrons.

O Sr. Robert Kaleski, uma das autoridades em cão de trabalho na Austrália e autor do "Barkers and Biters" (1914) considerou que o azul encontrado em Kelpies como os Quinns Coli e Wallace era dos antepassados Collies das terras altas.

A mistura das variedades de cães de pastoreio

O Kelpie originou-se de uma mistura de raças, os primeiros eram os cães de George Robertson no Oeste de Victoria. Não tem conhecimento se esses cães foram importados ou criados de varias gerações de cães que trouxe da Tasmânia em 1843.

Existe uma teoria persistente que o sheepdog que Jack Gleeson tinha era um cruzamento de Collie com Dingo. Como não há nenhuma prova, mantém dúvidas a respeito. Sabe-se de informações sobre a família de Robertson trabalhando com cães, nada indicando que estes foram importados.

Tony Parsons, do Canil Karrawarra Kelpie e autor conhecido tem algumas palavras a dizer do primitivo Kelpie. Tony é bem conhecido por criadores de Kelpie, homem que tem dedicado sua vida pesquisando e promovendo o Kelpie. Em seu livro (já esgotado) "The Australian Kelpie" (O Kelpie Australiano), ele tem isso a dizer sobre o assunto:

Filhotes de Hawk e Jill

"Não há duvida que um número de Collies, não Border Collies, foram importados para a chegada de cães que produziram o Kelpie…Um ponto importante a lembrar é que os cães que discutimos nesse momento são todos resguardados como Collies. O nome "Kelpie" não foi usado até que King Kelpie ganho o campeonato de pastoreio de Forbes em 1870 e seus descendentes começaram a se espalhar pelo país…Há muitas historias curiosas a se ouvir…a maioria delas ignoram o fato de os primeiros exemplares da raça foram derivados do puro cachorro Escocês, não Border Collies, porque aquela raça não tinha vindo a ser no presente momento o ancestor do Kelpie que foi importado para a Austrália."


Karana Hawk

Karana Hawk

Mais adiante no mesmo livro, Tony Parsons somou: "O Border Collie, embora claramente desenvolvido por antigos cães de lida, não foi produzido por exatamente o mesmo tipo de Collies como foi o Kelpie. A raça Border Collie pode-se dizer se originou de um cachorro chamado Old Hemp. (Nascido em 1873)."

Entendendo o seu cão

Instinto de cercar o rebanho: é o instinto mais forte que faz o cão correr em volta do rebanho. Um cachorro novo não deve ser impedido de cercar o rebanho ou você poderá arruinar seu trabalho no futuro.


Karana Hawk

Trazer o rebanho para você: um Kelpie trará o rebanho para você por puro instinto. Não se deve culpar o cão de estar no meio do caminho, é você que não esta entendendo que basta caminhar para onde você quer que o rebanho seja levado. Antes de acusar o cachorro de estar fazendo algo errado, pare e pense nos instintos naturais que ele possui.

Animais de bandos: lembre-se que cães são animais de bandos e você deve tomar o lugar de líder do bando. A todo tempo isso deve ser mostrado para o cão, algumas vezes mais forte. Eles geralmente pensam por eles mesmos no trabalho, mas se você em vez de brigar, ajudá-los, eles serão eternas ferramentas no dia a dia do trabalho no campo.

Temperamento

São animais super dóceis, com crianças e adultos. Gostam muito de trabalhar para o dono. Ficam satisfeitos ao ver o dono feliz depois de um dia inteiro de trabalho. Extremamente ativos, devem ser criados em ambientes abertos, como fazendas, sítios ou chácaras. Dificilmente se adaptam em apartamentos ou em uma casas com quintal pequeno, pois são muito agitados!

Bibliografia:

The North American Australian Kelpie Registry, Inc. (NAAKR, Inc.) www.kelpiesinc.com

Conselho do Kelpie de Trabalho da Austrália:www.hartingdale.com.au/~wkc/index.htm

Para maiores informações e detalhes sobre a origem detalhada do Kelpie de Trabalho, por favor visite The Kelpie Story (Stephen e Mary Bilson´s) www.geocities.com/Petsburgh/6392/, Stephen e Mary Bilson´s.


Esta página é de responsabilidade de Luis Gustavo V. Dionisio
Membro do Conselho do Kelpie de Trabalho da Austrália e Proprietário do Canil Gusdi Kelpies.
Fone:(018)9786-9874
gusdikelpies@folhanet.com.br