Busca | Cadastre-se | Como Anunciar 
   
 CLASSIFICADOS
  
 Neg. & Oport.
   Empresas
   Equipamentos
   Serviços
   Outros
  
 Vagas
   Banho&Tosa
   Veterinária
   Comerc/Vendas
   Adm
   Canil/Pass/Hot
   Motorista
   Outros
  
 Candidatos
   Banho&Tosa
   Veterinária
   Comerc/Vendas
   Adm
   Canil/Pass/Hot
   Motorista
   Outros
  
 Cursos
  
 Vendo
  
 Doa-se
  
  
 GUIA EMPRESAS
 Adestradores
 Aquários
 Associações
 Atacadistas
 Aviculturas
 Banho e Tosa
 Canis
 Clínicas
 Consultorias
 Criadores
   Aves
   Roedores
   Reptil/Anfíbio
   Primatas
 Distribuidores
 DogSitter
 Entidades
 Fabricantes
 Gatis
 Hotéis
 Informática
 Laboratórios
 Padarias
 Passeadores
 PetShops
 Rações
 Representantes
 Serviços
 TaxiDog
  
 Lançamentos
 Reportagens
 Consultoria
 Dicas
 Veterinários
 Eventos
 Legislação
  
 Fórum
 Agility
 Raças
 Meu amigo Pet
 Pássaros
  
 PROMOÇÕES
 Busca
 Cadastre-se
 Como Anunciar
 Contato
  

   

JAPANESE SPITZ - O PEQUENO DO ORIENTE

Provavelmente o Japanese Spitz tenha se originado dos Spitz Alemães de grande porte, levados da Sibéria e nordeste da China para o Japão por volta de 1920.

Em 1925 um casal de Spitz branco foi importado do Canadá e até por volta de 1936 as importações do Canadá, Estados Unidos, Austrália e China continuaram a ser feitas.

Embora existissem no Japão cães brancos do tipo Spitz (provavelmente descendentes do Samoieda) a raça só se estabeleceu depois da 2ª Guerra Mundial e o padrão que hoje é válido foi estabelecido pelo Kenel Clube em 1948.

O Kennel Clube Inglês reconheceu a raça em 1977 e hoje o Japanese Spitz está bem estabelecido também nas ilhas inglesas.

Apesar da grande semelhança física com o Samoieda, o Japanese Spitz é consideravelmente menor que ele e também muito mais valente.

A raça tornou-se muito popular no Japão em torno de 1950 e embora hoje o número de cães tenha declinado na sua terra de origem, ela está crescendo em popularidade na Europa e América do Norte.

O Japanese Spitz é alerta, de ouvido aguçado, sempre dando alarme quando estranhos se aproximam. Eles são alegres, afetivos e inteligentes.

A pelagem é dupla com subpêlo denso e macio e pêlo longo, grosso e eriçado.

A cor é branco.

Na aparência geral o Japanese Spitz é um cão de porte pequeno de estrutura quadrada e pés pequenos, redondos como dos gatos. A cabeça é típica dos Spitz, lembrando a da raposa, com olhos ovalados e escuros, orelhas pequenas eretas e pontudas. A cauda é portada alta e curvada sobre o dorso.

Padrão FCI nº 262 de 03/12/1992 / BR
Data da publicação do padrão original: 1997
Origem: Japão;
Nome de origem: Nihon Supittsu;
Outros Nomes: Spitz Japones, Japanese Spitz
Utilização: companhia
Classificação FCI - grupo 5 - Cães Spitz e Tipo Primitivo;
Seção 5. - Spitz Asiáticos e Assemelhados.

Revestido com uma pelagem branco puro, profusa, com focinho pontiagudo, orelhas triangulares erguidas, e cauda franjada sobre o dorso. A constituição ousada, o conjunto bem equilibrado e sua beleza harmoniosa conferem, expressando elegância, cinolidade e dignidade peculiar a essa raça.

PROPORÇÕES - a relação entre a altura na cernelha e o comprimento do tronco é de 10:11.

TALHE - altura na cernelha: machos de 30 a 38 cm, fêmeas ligeiramente menores que os machos.

PESO - 6 a 12 Kg

TEMPERAMENTO - inteligente, jovial, de sentidos acuçados. Ruidosos não são permitidos.

APTIDÃO – guarda e companhia.

PELAGEM - pêlos retos e eriçados. Subpêlos curtos, macios e densos. No focinho, orelhas, face anterior dos membros anteriores e a região abaixo dos jarretes a pelagem é curta e o resto é revestido com abundantes pêlos longos, especialmente do pescoço aos ombros e ante-peito revestido com um lindo babado e na cauda também presentes profusas plumagens.

COR - branco puro.

CABEÇA - de tamanho proporcional ao tronco e moderadamente largo e arqueado.

CRANIO - a porção caudal é mais larga. A testa é moderadamente desenvolvida.

STOP - Definido.

FOCINHO - pontiagudo, com a ponta ligeiramente arredondada, e bem equilibrada.

TRUFA - pequena, redonda e preta.

LABIOS - ajustados, preferencialmente pretos.

MORDEDURA - dentes brancos e fortes com mordedura em tesoura.

OLHOS - escuros, moderadamente grandes, amendoados, de inserção oblíqua, pálpebras pretas.

ORELHAS - de inserção alta e não muito afastadas, pequenas, triangulares, portadas erguidas, voltadas para a frente.

PESCOÇO - moderadamente longo, músculos bem desenvolvidos.

CERNELHA - alta.

DORSO - reto e curto.

PEITO - largo e profundo.

COSTELAS - bem arqueadas.

VENTRE - bem esgalgado.

LOMBO - largo.

ANTERIORES

- Ombros - bem inclinados
- Cotovelos - trabalhando bem ajustados rente ao tórax e corretamente direcionados para a frente.
- Patas - de gato. Almofadas grosas e preferencialmente pretas como as unhas.

POSTERIORES - musculados,

- Joelhos - moderadamente angulados.
- Jarretes - moderadamente angulados.
- Patas - de gato. Almofadas grosas e preferencialmente pretas como as unhas.
- Cauda - de inserção alta, moderadamente longa, portada sobre o dorso.
- Movimentação - rápida e ativa.

FALTAS - avaliadas conforme a gravidade.

DESQUALIFICAÇÕES - as gerais e mais:

- Orelhas caídas;
- Cauda não portada sobre o dorso.

NOTA: os machos devem apresentar dois testículos de aparência normal, bem desenvolvidos e acomodados na bolsa escrotal.

Esta página é de responsabilidade de Mauro Ieiri
Proprietário do LITTLE YOKOHAMA KENNEL



Fone: 017 3215-1249
littleyokohamakennel@hotmail.com - www.littleyokohamakennel.com.