Busca | Cadastre-se | Como Anunciar 
   
 CLASSIFICADOS
  
 Neg. & Oport.
   Empresas
   Equipamentos
   Serviços
   Outros
  
 Vagas
   Banho&Tosa
   Veterinária
   Comerc/Vendas
   Adm
   Canil/Pass/Hot
   Motorista
   Outros
  
 Candidatos
   Banho&Tosa
   Veterinária
   Comerc/Vendas
   Adm
   Canil/Pass/Hot
   Motorista
   Outros
  
 Cursos
  
 Vendo
  
 Doa-se
  
  
 GUIA EMPRESAS
 Adestradores
 Aquários
 Associações
 Atacadistas
 Aviculturas
 Banho e Tosa
 Canis
 Clínicas
 Consultorias
 Criadores
   Aves
   Roedores
   Reptil/Anfíbio
   Primatas
 Distribuidores
 DogSitter
 Entidades
 Fabricantes
 Gatis
 Hotéis
 Informática
 Laboratórios
 Padarias
 Passeadores
 PetShops
 Rações
 Representantes
 Serviços
 TaxiDog
  
 Lançamentos
 Reportagens
 Consultoria
 Dicas
 Veterinários
 Eventos
 Legislação
  
 Fórum
 Agility
 Raças
 Meu amigo Pet
 Pássaros
  
 PROMOÇÕES
 Busca
 Cadastre-se
 Como Anunciar
 Contato
  

   

DOGO CANÁRIO

ORÍGEM:

O Dogo Canário ou Cão de Presa Canário é um molosso originário das Ilhas Canárias (Espanha). Em seu desenvolvimento entraram diversas raças, sendo a principal o Perro de Ganado Majoreiro, também chamado e Perro de la Tierra ou simplesmente Majoreiro, que é um cão originário das ilhas.

Seu desenvolvimento foi involuntário e teve início no século XVI, quando as Ilhas Canárias, por sua localização estratégica, foi considerada um porto seguro pelos navegantes colonizadores das Américas e índias. Os colonizadores das ilhas introduziram diversos tipos de molossos para ajudar na lida com o gado, que era criado solto e por esta razão se fazia necessário arrebanha-lo e por vezes subjulgá-los. Do cruzamento dos cães nativos das ilhas com os molossos trazidos da Europa originou-se o Cão de Presa Canário, hoje denominado de Dogo Canário.

Ao longo de quase 500 anos a raça se desenvolveu em quase isolamento, dadas as características insulares das Ilhas Canárias, e passou por diversas fases. A princípio foi utilizado na lida com o gado, depois foi introduzido nas rinhas.

Em meados do século XX, com as inovações ocorridas na pecuária, o gado bravo deixou de existir nas ilhas, coincidentemente logo depois, foi proibida a rinha, e a raça quase foi extinta, sendo salva por alguns criadores que vieram a fundar o "Clube Espanhol do Presa Canário", reunindo os exemplares restantes desta maravilhosa raça, resgatando-a da extinção.

CARACTERÍSTICAS:

Devotado, fiel e amigo do dono e da família, porém desconfiado e bravo com estranhos, hoje o Dogo Canário é utilizado como cão de guarda, sendo considerado por especialistas como "o cão de guarda completo". De temperamento forte e extremamente territorialista, predisposto à obediência e com um grau de atividade elevado para um molosso, o Dogo Canário é um excelente guardião.

MORFOLOGIA:

O Dogo Canário é um cão de grandes proporções, medindo de 59 a 66 cm o macho, e de 55 a 62 cm a fêmea. O peso mínimo para um macho adulto é de 50 Kg e para uma fêmea adulta de 40 Kg. A coloração da pelagem vai do tigrado claro ao tigrado escuro quase negro e do dourado até o marrom claro. Quanto menor a marcação branca , melhor. As orelhas podem ser cortadas ou não. A cauda deverá ser íntegra e quando em atenção, deve formar um "arco". O corpo robusto, a cabeça maciça, o latido grave e a máscara negra dão ao Dogo Canário um aspecto intimidador e "de poucos amigos", muitas vezes é confundido com um Pit Bull "gigante", porem è muito maior e mais forte.

NO BRASIL:

A criação da raça no Brasil se deu de fato no início de 2003, com a importação de alguns exemplares trazidos da Espanha, berço da raça. O Canil Tamaran-Bull , como um dos precursores da raça no Brasil, primou pelo temperamento e pela beleza de seu plantel, importando cães dos mais conceituados canis da Espanha e com diversos campeões "de España" e campeões Mundiais em seus pedigrees.


Esta página é de responsabilidade de Wagner e Vanessa Rezende
Proprietários do CANIL TAMARAN-BULL.
Fone: (61) 8112-1800 - info@tamaranbull.com.br
http://www.tamaranbull.com.br.