Busca | Cadastre-se | Como Anunciar 
   
 CLASSIFICADOS
  
 Neg. & Oport.
   Empresas
   Equipamentos
   Serviços
   Outros
  
 Vagas
   Banho&Tosa
   Veterinária
   Comerc/Vendas
   Adm
   Canil/Pass/Hot
   Motorista
   Outros
  
 Candidatos
   Banho&Tosa
   Veterinária
   Comerc/Vendas
   Adm
   Canil/Pass/Hot
   Motorista
   Outros
  
 Cursos
  
 Vendo
  
 Doa-se
  
  
 GUIA EMPRESAS
 Adestradores
 Aquários
 Associações
 Atacadistas
 Aviculturas
 Banho e Tosa
 Canis
 Clínicas
 Consultorias
 Criadores
   Aves
   Roedores
   Reptil/Anfíbio
   Primatas
 Distribuidores
 DogSitter
 Entidades
 Fabricantes
 Gatis
 Hotéis
 Informática
 Laboratórios
 Padarias
 Passeadores
 PetShops
 Rações
 Representantes
 Serviços
 TaxiDog
  
 Lançamentos
 Reportagens
 Consultoria
 Dicas
 Veterinários
 Eventos
 Legislação
  
 Fórum
 Agility
 Raças
 Meu amigo Pet
 Pássaros
  
 PROMOÇÕES
 Busca
 Cadastre-se
 Como Anunciar
 Contato
  

   

Collie

ORIGEM
Até nos dias de hoje, a origem do Collie é um mistério e dá margem a inúmeras teorias. Tudo indica que a raça pode ser fruto de uma cuidadosa seleção. Nunca se chegou com certeza às raças que deram origem ao Collie. Mas ninguém nega que essa raça é de origem escocesa, desenvolvida para o pastoreio de ovelhas. Nesta época eles ainda não possuíam a forma física atual e apresentavam também grande diferenciação quanto ao tamanho e aspecto.

Sabe-se também que os Collies, quando ainda não tinham este nome, criados no Norte da Escócia, uma região muito fria, tinham pêlos longos. Ao passo que aqueles que pastoreavam na região mais quente, ao Sul, possuíam a pelagem curta. Isso leva a crer que ambas as variedades descendem de um ancestral comum.

A história do Collie como cão de exposição é quase tão antiga quanto a história das próprias exposições. A primeira aparição do Collie foi em Dezembro de 1860, na exposição realizada em Birmingham.

O Collie tornou-se muito popular quando a rainha Vitória, em uma de suas visitas ao Balmoral, rendeu-se ao seu encanto especial, e começou a cria-los.


NOME
O nome Collie é tão obscuro quanto a origem da própria raça, em épocas diferentes a palavra já foi grafada de muitos modos distintos, "coll", "colley", "coally", "coaly", apenas para mencionar alguns.

A origem mais certa e provável é aquela segundo a qual "col", que em anglo-saxão, significa preto, que poderia ser a cor original da raça, ou eles receberam este nome em função da ovelha de cara preta, muito comum na Escócia, as quais justamente delas esses cães cuidavam.


TEMPERAMENTO
O Collie possui um carater todo próprio. Talvez seja o mais devotado dos cães, muito gentil, doce, extremamente afetuoso e muito inteligente, dotado de um cérebro que parece raciocinar quase do mesmo modo que o nosso. Possui uma forte capacidade de discernimento entre o certo e o errado. Percebe com muita facilidade o que queremos dele, fazendo crer que exista uma força telepática altamente desenvolvida.

Possui um grande senso de humor, muitos costumam até sorrir. Naturalmente, não gosta de ser motivo de chacota, mas gosta de rir com os outros, e muitas vezes trata a si próprio como uma grande brincadeira. Esta sempre procurando novas coisas para se divertir, seja com seu dono ou com os companheiros.

Sua inteligência tornou-o um cão de adaptação fácil à vida do homem, mais do que muitas outras raças. Provavelmente isto e resultado de ter vivido tão junto do ser humano através de tantas gerações como pastor.

Seu instinto de proteção, selecionado através de anos para o pastoreio de ovelhas, faz que modernamente seja projetado para o cuidado com a família, principalmente crianças. São inúmeras as histórias de Collies que agem como verdadeiras babas, sacrificando até a própria vida. Não só cuida da família como de todos os bens materiais pertencentes a ela, como se fosse o seu "rebanho". Porem não e um cão de ataque, devido a sua docilidade, sendo somente um defensor.

O Collie adapta-se a qualquer lugar da casa; é gentil, higiênico e sensato. Sua lealdade absoluta e confiança tornaram-no o companheiro perfeito, e estas qualidades aliadas à compreensão de seu dono, fazem com que o possuir seja uma grande alegria. É um cavalheiro, um dos mais lindos espécimes da raça canina.


EDUCAÇÃO
Por ser um cão naturalmente tranqüilo, meigo, mas sobretudo alerta, e com um instinto protetor muito desenvolvido, é desnecessário que se adestre um Collie para ataques. Apenas um adestramento para higiene, obediência e exposição é suficiente.

Por volta dos dois meses de idade um Collie já pode ser ensinado a fazer suas necessidades no local que se deseja.. O cão costuma marcar seu "banheiro" pelo cheiro. Por isso toda vez que ele fizer suas necessidades no local errado, limpe bem com desinfetantes para retirar o odor e "transfira" as fezes para o local escolhido a fim de marcar bem o cheiro. Porém, e importante que o local esteja realmente definido. As várias mudanças confundem os animais. Procure agrada-lo toda vez que ele acertar e reprove-o sempre que errar: com autoridade, mas sem ser demasiadamente enérgico.

Três meses é a idade ideal para que o Collie seja treinado a ser obediente. Atender aos comandos impostos, não comer tudo que vê pela frente, saber andar (sem arrastar ninguém) na coleira e aprender as noções básicas de como se comportar em exposições, são lições que facilmente um Collie aprenderá, já que ele tem um prazer enorme em servir e agradar seu dono.

Com muito amor, paciência e acima de tudo persistência, você mesmo pode ensinar as regras elementares ao seu cão. Mas se preferir, recorra a um treinador profissional, que seja experiente e idôneo. E nunca condicione um Collie para ser agressivo, como já foi dito, seu instinto protetor é fortemente desenvolvido, basta ensina-lo a ser obediente.






Os cães fotografados nesta página são de propriedade do
Canil Collie's Hill
Tel.: (015)284-5255

Esta página é de responsabilidade de Cristiane O. Rossiti e Vlastimir Rossiti.
Proprietários do CANIL COLLIE'S HILL.
Fone: (015)284-5255 - collie@zapnet.com.br - www.canilcollieshill.hpg.com.br.