Busca | Cadastre-se | Como Anunciar 
   
 CLASSIFICADOS
  
 Neg. & Oport.
   Empresas
   Equipamentos
   Serviços
   Outros
  
 Vagas
   Banho&Tosa
   Veterinária
   Comerc/Vendas
   Adm
   Canil/Pass/Hot
   Motorista
   Outros
  
 Candidatos
   Banho&Tosa
   Veterinária
   Comerc/Vendas
   Adm
   Canil/Pass/Hot
   Motorista
   Outros
  
 Cursos
  
 Vendo
  
 Doa-se
  
  
 GUIA EMPRESAS
 Adestradores
 Aquários
 Associações
 Atacadistas
 Aviculturas
 Banho e Tosa
 Canis
 Clínicas
 Consultorias
 Criadores
   Aves
   Roedores
   Reptil/Anfíbio
   Primatas
 Distribuidores
 DogSitter
 Entidades
 Fabricantes
 Gatis
 Hotéis
 Informática
 Laboratórios
 Padarias
 Passeadores
 PetShops
 Rações
 Representantes
 Serviços
 TaxiDog
  
 Lançamentos
 Reportagens
 Consultoria
 Dicas
 Veterinários
 Eventos
 Legislação
  
 Fórum
 Agility
 Raças
 Meu amigo Pet
 Pássaros
  
 PROMOÇÕES
 Busca
 Cadastre-se
 Como Anunciar
 Contato
  

   

VACINAÇÃO SEGURA GARANTE SAÚDE DOS CÃES

Estudos comprovam que produtos de qualidade são mais eficazes e causam menos reações nos animais

Ter animais de estimação em casa exige cuidados, alguns fundamentais para garantir a qualidade de vida tanto dos bichinhos, quanto das pessoas que vivem no mesmo ambiente. Além do carinho, é preciso vaciná-los contra doenças letais ou que podem provocar seqüelas graves. É importante também estar atento para a qualidade dos produtos, já que eficácia e segurança são itens essenciais para evitar as indesejáveis reações pós-vacinais.

Existem no mercado vacinas contra as principais doenças dos cães, como cinomose, parvovirose, adenovirose, parainfluenza, hepatite e coronavirose. Há também imunização contra outros males que podem ser transmitidos aos seres humanos, como a raiva e a leptospirose (L. canicola e o L. icterohaemorrhagiae) e contra doenças menos graves que podem afetar a qualidade de vida dos animais, como a tosse dos cães.

Porém, quem pensa que são necessárias muitas vacinas para tantas doenças se engana. Basta uma para proteger o cão contra seis doenças ao mesmo tempo. Entretanto, é preciso evitar a vacinação desnecessária ou a repetição de agentes em imunizações múltiplas. O ideal é seguir a orientação do veterinário para cumprir o melhor esquema de vacinação.

“O que se recomenda no mercado brasileiro é o uso de vacinas múltiplas geralmente com 8 antígenos. É importante saber se ao aplicarmos um número maior de antígenos o cão realmente precisaria recebê-los. Quase sempre mais que oito antígenos são desnecessários, sendo que alguns podem ocasionar reações pós-vacinais perigosas à saúde do animal”, afirma Mary Marcondes Feitosa, professora da Universidade Estadual Paulista (Unesp), Campus de Araçatuba.

Como nos seres humanos, a vacinação de cães começa cedo, ainda quando o animal é filhote. A primeira dose de vacina contra raiva deve ser aplicada aos 3 meses de idade. Para mantê-la em dia, os reforços devem ser anuais em dose única. A proteção contra as demais doenças começa antes. A primeira dose deve ser aplicada quando o animal tem 6 semanas, em três doses com intervalo de 3 a 4 semanas entre elas. O reforço também é anual em dose única.

A Pfizer possui um portfólio completo para o calendário vacinal de cães. Defensor é a vacina contra raiva. Vanguard protege o animal contra parvovirose, cinomose, adenovirose das vias respiratórias, hepatite, parainfluenza, coronavirose e leptospirose. E BronchiGuard, vacina monovalente e injetável contra a tosse dos cães.

Pesquisas

Estudo realizado neste ano pelo Instituto de Pesquisa de Mercado Kleffmann, com veterinários brasileiros, revelou que 95% desses profissionais consideram importante que as vacinas não apresentem reações colaterais ou de hipersensibilidade. De acordo com a pesquisa, Vanguard é a vacina mais confiável e a que causa menos reações.

Análises recentes de especialistas também atestaram que o produto é comprovadamente o que libera o animal mais cedo em condições nacionais. “Estudos comprovam que cães protegidos com Vanguard podem ter acesso à rua e contato com outros animais mais cedo, já a partir dos 3 meses de idade, o que significa 30 dias antes do que filhotes vacinados com produtos convencionais”, afirma o veterinário Ricardo Lucas, gerente da Unidade de Negócios Animais de Companhia da Pfizer. Como há várias opções de vacinas no mercado, o recomendável é consultar um veterinário. Ele é o profissional habilitado para fazer a melhor escolha para cada caso.

A Pfizer é uma empresa de origem norte-americana que pesquisa, desenvolve e comercializa medicamentos líderes nas áreas de saúde humana e animal, além de possuir algumas das marcas mais conhecidas no setor de consumo. Presente em mais de 150 países, a empresa está no Brasil desde 1952 e, atualmente, tem mais de 2 mil funcionários.

A Divisão de Saúde Animal da Pfizer atua em diversas áreas terapêuticas. Em Bovinos, a empresa possui programas terapêuticos, reprodutivos, antiparasitários e de terapia de mastites. Em Suínos e Aves, a Pfizer possui uma linha completa para prevenção e tratamento de doenças. Para animais de companhia, a empresa oferece terapia contra dor, controle de parasitas, além de vacinas.

Como o consumidor pode entrar em contato com a Divisão de Saúde Animal da Pfizer: www.pfizersaudeanimal.com.br ou telefone 0800 011 19 19.

voltar...