Busca | Cadastre-se | Como Anunciar 
   
 CLASSIFICADOS
  
 Neg. & Oport.
   Empresas
   Equipamentos
   Serviços
   Outros
  
 Vagas
   Banho&Tosa
   Veterinária
   Comerc/Vendas
   Adm
   Canil/Pass/Hot
   Motorista
   Outros
  
 Candidatos
   Banho&Tosa
   Veterinária
   Comerc/Vendas
   Adm
   Canil/Pass/Hot
   Motorista
   Outros
  
 Cursos
  
 Vendo
  
 Doa-se
  
  
 GUIA EMPRESAS
 Adestradores
 Aquários
 Associações
 Atacadistas
 Aviculturas
 Banho e Tosa
 Canis
 Clínicas
 Consultorias
 Criadores
   Aves
   Roedores
   Reptil/Anfíbio
   Primatas
 Distribuidores
 DogSitter
 Entidades
 Fabricantes
 Gatis
 Hotéis
 Informática
 Laboratórios
 Padarias
 Passeadores
 PetShops
 Rações
 Representantes
 Serviços
 TaxiDog
  
 Lançamentos
 Reportagens
 Consultoria
 Dicas
 Veterinários
 Eventos
 Legislação
  
 Agility
 Raças
 Meu amigo Pet
 Pássaros
  
 PROMOÇÕES
 Busca
 Cadastre-se
 Como Anunciar
 Contato
  

   

VACINAÇÃO CONTRA RAIVA

Merial alerta: quando o assunto é raiva, tamanho do animal não é documento

“Quando o assunto é raiva, tamanho não é documento” é o tema da campanha de vacinação contra a raiva canina da Merial, empresa líder mundial em pesquisa e desenvolvimento de vacinas e produtos veterinários. A raiva é uma doença infecto-contagiosa, que pode ser transmitida dos animais aos seres humanos (antropozoonose), é causada por um vírus do gênero Lyssavirus que se multiplica pelos nervos periféricos até o sistema nervoso central. A doença atinge vários mamíferos, inclusive o homem, mas os carnívoros são mais afetados (cães, gatos, raposas, chacais e lobos), podendo levar a graves distúrbios no sistema nervoso central, com 100% de letalidade.

A Merial está atenta ao problema e coloca à disposição dos donos de cães e gatos as mais modernas vacinas do segmento veterinário. É o caso de Rabisin-i®, vacina inativada contra a raiva dos carnívoros , produzida com altas concentrações de vírus fixo da raiva cepa (cepa original utilizada por Louis Pasteur). Rabisin-i® é considerada umas das vacinas mais potentes e seguras contra a raiva, promovendo proteção contra a doença após a vacinação dos animais já a partir dos 4 meses de idade.

A prevenção da raiva é o melhor procedimento, pois evita desgastes e sofrimentos do animal e do próprio dono. “A vacinação anual de cães e gatos é fundamental para o controle da raiva. O diagnóstico é feito por meio do exame clínico, do histórico do animal ou pessoa com antecedente de mordedura, e de testes mais específicos que podem demonstrar a presença do vírus”, enfatiza Gilberto.

Segundo a Dra. Maria de Lourdes Reichmann, do Instituto Pasteur (São Paulo, SP), “A administração da vacina nas mães (em gestação ou lactação) é de fundamental importância. Os anticorpos maternos são a única proteção efetiva que os filhotes recebem. Tanto é verdade que não existem registros de raiva em cães e gatos até os seis meses de idade, desde que nascidos de mães adequadamente vacinadas”, completa a especialista, lembrando que em áreas de raiva canina endêmica ou epidêmica, como nas regiões Norte e Nordeste do Brasil, e em municípios com alta taxa de renovação das populações canina e felina, observadas também no Estado de São Paulo, recomenda-se a administração de até três doses de vacina contra a raiva antes dos animais completarem um ano de idade.

CONTROLE EFICIENTE – O Programa de Controle da Raiva iniciou-se há mais de 30 anos. Na década de 80, 100% do Estado de São Paulo já desenvolvia a campanha de vacinação contra a raiva canina. Como conseqüência direta, o número de focos da doença decresceu substancialmente, no período de 1983 a 1999. Cerca de 14 mil materiais de cães e gatos são examinados anualmente. O último caso autóctone de raiva canina ocorreu em 1998.

Informações sobre a linha de produtos para pequenos animais da Merial podem ser obtidas pelo site: www.merial.com.br ou pelo SAC 0800 135 133.

voltar...