Busca | Cadastre-se | Como Anunciar 
   
 CLASSIFICADOS
  
 Neg. & Oport.
   Empresas
   Equipamentos
   Serviços
   Outros
  
 Vagas
   Banho&Tosa
   Veterinária
   Comerc/Vendas
   Adm
   Canil/Pass/Hot
   Motorista
   Outros
  
 Candidatos
   Banho&Tosa
   Veterinária
   Comerc/Vendas
   Adm
   Canil/Pass/Hot
   Motorista
   Outros
  
 Cursos
  
 Vendo
  
 Doa-se
  
  
 GUIA EMPRESAS
 Adestradores
 Aquários
 Associações
 Atacadistas
 Aviculturas
 Banho e Tosa
 Canis
 Clínicas
 Consultorias
 Criadores
   Aves
   Roedores
   Reptil/Anfíbio
   Primatas
 Distribuidores
 DogSitter
 Entidades
 Fabricantes
 Gatis
 Hotéis
 Informática
 Laboratórios
 Padarias
 Passeadores
 PetShops
 Rações
 Representantes
 Serviços
 TaxiDog
  
 Lançamentos
 Reportagens
 Consultoria
 Dicas
 Veterinários
 Eventos
 Legislação
  
 Fórum
 Agility
 Raças
 Meu amigo Pet
 Pássaros
  
 PROMOÇÕES
 Busca
 Cadastre-se
 Como Anunciar
 Contato
  

   

PARVOVIROSE CANINA: DOENÇA INFECTO-CONTAGIOSA PODE SER CONTROLADA COM PROGRAMA DE VACINAÇÃO

A parvovirose é uma doença infecciosa que acomete os cães domésticos e outros canídeos. Esta doença é caracterizada pela gravidade dos sintomas e elevada mortalidade em filhotes susceptíveis. Os primeiros surtos da doença foram descritos no Brasil em 1980, e desde então, muito se progrediu no controle desta afecção, principalmente em se tratando da imunização dos animais.

A parvovirose é uma das principais causas de morte por diarréia infecciosa em filhotes, principalmente aqueles que vivem em áreas contaminadas ou com elevada população de cães. A manifestação clínica mais comum é o desenvolvimento de sintomas gastrentéricos (vômito e diarréia com sangue) e prostração intensa, podendo levar ao óbito. Outra forma da doença, apesar de incomum, é a manifestação miocárdica em filhotes, podendo causar morte súbita de ninhadas de cãezinhos sem que estes demonstrem qualquer sintoma.

A transmissão do vírus ocorre pela via feco-oral (contato de cães susceptíveis com as fezes dos animais doentes). Ao penetrar no animal, o vírus se replica primeiramente nos tecidos linfóides, indo depois causar lesão direta sobre as células intestinais. A grande resistência do vírus no ambiente por longos períodos de tempo é uma das principais causas de transmissão e manutenção da doença em colônias de animais. Para tanto, recomenda-se a limpeza e desinfecção do meio-ambiente com produtos contendo hipoclorito de sódio ou amônia quaternária.

Segundo Leonardo Brandão, gerente técnico da operação animais de companhia da Merial, a melhor maneira de controlar a parvovirose é pelo programa de imunização. A vacinação permite a proteção dos animais adultos e filhotes de modo seguro e eficiente. “A Recombitek®, vacina óctupla canina da Merial, permite a imunização precoce dos filhotes por possuir alta massa antigênica. No entanto, no caso da parvovirose, não devemos nos esquecer de que o controle do meio-ambiente é fundamental”, comenta Leonardo.

O diagnóstico da Parvovirose pode ser feito por meio de exames clínicos, pelo Médico Veterinário, e laboratoriais.

O tratamento da parvovirose é baseado na terapia de suporte, ou seja, a reposição de fluidos e eletrólitos, pois a desidratação é uma das conseqüências mais graves da doença, e antibioticoterapia agressiva.

voltar...