Busca | Cadastre-se | Como Anunciar 
   
 CLASSIFICADOS
  
 Neg. & Oport.
   Empresas
   Equipamentos
   Serviços
   Outros
  
 Vagas
   Banho&Tosa
   Veterinária
   Comerc/Vendas
   Adm
   Canil/Pass/Hot
   Motorista
   Outros
  
 Candidatos
   Banho&Tosa
   Veterinária
   Comerc/Vendas
   Adm
   Canil/Pass/Hot
   Motorista
   Outros
  
 Cursos
  
 Vendo
  
 Doa-se
  
  
 GUIA EMPRESAS
 Adestradores
 Aquários
 Associações
 Atacadistas
 Aviculturas
 Banho e Tosa
 Canis
 Clínicas
 Consultorias
 Criadores
   Aves
   Roedores
   Reptil/Anfíbio
   Primatas
 Distribuidores
 DogSitter
 Entidades
 Fabricantes
 Gatis
 Hotéis
 Informática
 Laboratórios
 Padarias
 Passeadores
 PetShops
 Rações
 Representantes
 Serviços
 TaxiDog
  
 Lançamentos
 Reportagens
 Consultoria
 Dicas
 Veterinários
 Eventos
 Legislação
  
 Fórum
 Agility
 Raças
 Meu amigo Pet
 Pássaros
  
 PROMOÇÕES
 Busca
 Cadastre-se
 Como Anunciar
 Contato
  

   

Histórico do Mercado no mundo

O mercado pet é um segmento que está presente no mundo e assim sendo dando continuidade a apresentação do trabalho MBA- USP vamos relatar a seguir alguns dados interessantes deste mercado em outros países.

ESTADOS UNIDOS

Atualmente, nos EUA, 62% das famílias possuem pelo menos um animal de estimação. Em 1988 esse percentual era de 56% (Pet Owner Suvey - American Pet Products Manufacturers Association - APPMA, 2002)

Em 2001, os norte-americanos gastaram em torno de U$ 29 bilhões com seus animais. Em 1994, essa quantia era de U$ 17 milhões. A estimativa para 2005 é de U$ 34 bilhões (Pet Owner Survey - American Pet Products Manufacturers Association - APPMA, 2002)

Mudanças demográficas, no estilo de vida e outros fatores externos aumentaram o potencial de mercado, criando novos consumidores e possibilitando o aparecimento de novos nichos de mercado no segmento.

Nos EUA, somente um terço dos proprietários de animais domésticos são casados e possuem filhos (Mediamark Research, Inc 2002). Casais que moram juntos, repartindo despesas sem se casarem ou aguardam períodos mais longos para terem filhos também aumentam o nicho dos amantes dos animais. Ao mesmo tempo, casais com filhos já adultos estão adquirindo animais para preencherem o vazio deixado pelos filhos independentes. Solteiros, divorciados ou idosos também têm recorrido aos animais como forma de companhia.

A seguir serão apresentados as principais características desses novos grupos:

Casais sem filhos

52% de casais entre 35 - 54 anos sem filhos possuem pelo menos um animal doméstico e 31% possuem dois ou mais (Media Mark Research, Ic 2002)

Em 2000, casais sem filhos gastaram mais, na média, com seus animais (U$ 284) do que casais com filhos (U$ 275). (U. S. Census Bureau, 2000)

Os gastos com animais domésticos desse grupo devem crescer 5,2% por ano, o maior crescimento entre todos os demais grupos familiares (Third Wave Research Group - 1999, Consumer Exoenditure Aurvey Data)

Idosos

39% dos norte-americanos têm entre 55 - 64 anos e 25% deles possuem um animal doméstico. Até 2020, um em cada seis norte-americanos terá mais de 65 anos, o que torna esse grupo estratégico para indústria (U. S. Census Bureau, 2000)

Os gastos com animais, na média, devem crescer de U$ 246 em 1999, para U$ 310 em 2004 (Projections By Business Communications CO.BLS)

Jovens casais sem filhos

52% dos casais entre 18 - 34 anos sem filhos possuem pelo menos um animal doméstico, 36% possuem um cão e 26% possuem um gato (Mediamark Research Inc 2002

28% das mulheres entre 25 - 29 e 20% das mulheres entre 30 - 34 anos não possuem filhos, em comparação com 16% e 11% respectivamente em 1976 (Media Mark Research, Inc 2002)

Casais sem filhos gastam U$ 345 por ano, na média, com seus animais, enquanto que casais com filhos gastam U$ 282 (Third Wave Research Group - 1999, Consumer Expenditure Survey Data

Mulheres solteiras ou divorciadas

45% das mulheres entre 35 - 54 divorciadas ou viúvas possuem animais de estimação (Media Mark Research Inc 2002)

Os gastos com animais devem crescer 4,1% ao ano entre 1999 e 2004 nesse grupo (BLS 2000 Consumer Expenditure Survey)

Mulheres solteiras ou divorciadas gastam até 28% de suas economias com animais de estimação (Projections By Business Communications CO.BLS)

Todo este contexto de variáveis externas, acrescido de um fenômeno que é a humanização dos animais pelos seus proprietários ajudou a criar uma situação extremamente favorável ao crescimento e expansão da indústria pet food e pet care. Por trás deste fenômeno estão pesquisas com donos de animais de estimação que levantam dados como: 83% dos proprietários denominam-se "papai" ou " mamãe"; 59% celebram o aniversário do animal, 68% viajam com o companheiro e 66% preparam comida especialmente para o animal (American Animal Hospital Association, 2001)

Um dos segmentos que mais crescem nos EUA é o de acessórios e produtos com qualidade superior. Estão assim definidos os itens que agregam valor ou qualidade a um produto ou serviço voltado para um público específico. Serviços veterinários e produtos que zelam pela saúde do animal como hotéis caninos, banho e tosa, também estão sofrendo uma expansão muito rápida, além de estarem surgindo novos tipos de serviços diferenciados para todas as necessidades de um novo tipo de consumidor, como no exemplo abaixo:

  • Acupuntura - U$ 22 por sessão
  • Natação - U$ 30 por 30 minu.
  • Massagem - U$ 40 por hora
  • Hotel de férias - U$ 45 por noite

    Fonte: Research By Melanie Shortman for American Demographic, 2002

    Palavras já muito utilizadas em outras situações como conveniência, produto personalizado e saudável, podem ser percebidas na apresentação dos serviços e produtos da indústria de pet care. Os produtos têm agregado conveniência, tecnologia e facilidade na utilização. Além disso, produtos que tornam a vida dos proprietários mais fácil e solucionam problemas da maneira mais eficiente possível estão em evidência como, por exemplo, lenços umedecidos de limpeza ou sacolas com kits de viagem que incluem comida, água e produtos para limpeza e higiene do animal.

    A Hasbro, gigante da indústria de brinquedos mundial, desenvolveu uma linha de brinquedos para cães e gatos que é comercializada na rede de varejo Petsmart. Esses brinquedos são comprados pelos proprietários que muitas vezes sentem-se culpados em deixar o animal sozinho durante o tempo em que estão fora de casa, como uma forma de entretê-lo.

    A mudança de hábitos e a demanda por facilidades têm inspirado indústrias de outros setores a se atualizarem para entender melhor seu consumidor. É o caso da indústria automotiva que já oferece produtos que tornam mais fácil e mais seguro o transporte de animais, como por exemplo, cintos de segurança (SAAB). Ou no caso da General Motors que desenvolveu rampas que facilitam a locomoção de animais idosos para dentro do carro.

    Uma outra área de rápido crescimento é a de alimentos funcionais para utilização geriátrica em cães e gatos. Como os animais domésticos estão expectativa de vida maior, muitas empresas estão desenvolvendo alimentos destinados a prevenir ou solucionar deficiências de saúde.

    O U.S. Bureau of Labor Statistics (BLS) projeta que os serviços veterinários terão um rápido crescimento nesta década nos EUA, com uma previsão de acréscimo de 44% até 2010, superior ao projetado para o crescimento do emprego em geral de 16%.

    Segundo o BLS, os proprietários de animais domésticos estão tomando ciência dos métodos avançados de tratamentos para animais e serviços veterinários não-tradicionais, como tratamento dental preventivo. De acordo com uma pesquisa efetuada em 1225 proprietários pelo American Animal Hospital Association (AAHA, 2001), 24% disderam que gastariam mais de U$ 1000 para salvar a vida de seu animal e 35% garantiram que gastariam " o que fosse preciso".

    Ainda de acordo com a AAAHA - 2001, 68% dos proprietários levam seus animais em viagens e 35% se hospedam em hotéis ou motéis. Isso indica que os animais domésticos são tratados como parte da família e que seus proprietários preferem em alguns casos leva-los consigo a deixa-los em canil. Vários hotéis (41%) já admitem a entrada dde animais em suas dependências como forma de atrair clientes fiéis.

    Existem mudanças acontecendo também no segmento de canis. Hoje poucos se intitulam canis. Atualmente são chamados de "pet care center", "resorts" ou "country clubs"

    A população de animais domésticos tem crescido nos EUA a uma taxa altíssima, acima de 9% entre os anos de 1998 e 2002 (The Global Market for Pet Products - Euromonitor, 2002), o que é em parte explicado pelo fenômeno da "humanização" dos animais.

    Abaixo comentamos alguns aspectos das principais lojas no EUA.

    Beneficiando-se desse fenômeno, PETSMART E PETCO, as duas líderes de mercado, obtiveram resultados financeiros recordes. O canal de distribuição mais significativo continua sendo supermercados e hipermercados, que representam em torno de 40% do total de vendas. Entretanto, enquanto esse percentual apresentou um ligeiro declínio em 1998 e 2002, as superstores ganharam importância, sensível participação de mercado em 3% no mesmo período, aumentando a sua distribuição no setor, sendo responsável hoje por mais de 22% (Positive Outlook for Pet Superstores in the US - Euromonitor, 2002). Os consumidores procuram produtos que não só sustentam seus animais de estimação, mas que também proporcionem qualidade de vida. Desta forma foram inseridas uma vasta linha de produtos nutricionais premium, suplementos dietéticos, roupas e acessórios. Entre 1998 e 2002 essas linhas tiveram um crescimento de 20% alcançando o patamar de vendas de mais de US$ 5 bilhões (Positive Outlook for Pets Superstores in the US - Euromonitor - 2002)

    PETCO

  • Mais de 590 lojas, distribuídas em 43 estados
  • Possui mais de 10.000 itens em linha
  • Possui loja virtual onde se pode agendar entregas quinzenais ou mensais de ração
  • O tamanho padrão de suas lojas é de 6000 metros quadrados e, em geral, localizam-se em centros comerciais de conveniência (junto a supermercados, lavanderias, posto de gasolina, vídeo locadoras e no caminho de volta para casa)
  • Venda líquida de US$ 1,3 bilhões (fev. 2002)
  • Sede em San Diego, Califórnia.

    PETSMART

  • Mais de 560 lojas nos EUA e Canadá
  • Loja virtual e catálogo de compras
  • Emprega mais de 20.000 funcionários

    Fonte www.petsmart.com - dez/2002

    CONSULTORIA PALMA
    Eraldo Palma - Celular: (11) 9885-0210
    Elizabeth Palma - Celular: (11) 9625-5170
    Marco Antonio da Rocha - Celular: (11) 8112-2957
    Rua José Albano, 70 Pirituba - São Paulo / SP
    Fone: (11) 39721941 / Site: www.palma.com.br
    E-mail: palmapet@pop.com.br

    voltar...