Busca | Cadastre-se | Como Anunciar 
   
 CLASSIFICADOS
  
 Neg. & Oport.
   Empresas
   Equipamentos
   Serviços
   Outros
  
 Vagas
   Banho&Tosa
   Veterinária
   Comerc/Vendas
   Adm
   Canil/Pass/Hot
   Motorista
   Outros
  
 Candidatos
   Banho&Tosa
   Veterinária
   Comerc/Vendas
   Adm
   Canil/Pass/Hot
   Motorista
   Outros
  
 Cursos
  
 Vendo
  
 Doa-se
  
  
 GUIA EMPRESAS
 Adestradores
 Aquários
 Associações
 Atacadistas
 Aviculturas
 Banho e Tosa
 Canis
 Clínicas
 Consultorias
 Criadores
   Aves
   Roedores
   Reptil/Anfíbio
   Primatas
 Distribuidores
 DogSitter
 Entidades
 Fabricantes
 Gatis
 Hotéis
 Informática
 Laboratórios
 Padarias
 Passeadores
 PetShops
 Rações
 Representantes
 Serviços
 TaxiDog
  
 Lançamentos
 Reportagens
 Consultoria
 Dicas
 Veterinários
 Eventos
 Legislação
  
 Agility
 Raças
 Meu amigo Pet
 Pássaros
  
 PROMOÇÕES
 Busca
 Cadastre-se
 Como Anunciar
 Contato
  

   

COMO DRIBLAR A INADIMPLÊNCIA

Nos últimos tempos um problema que vem assustando o comércio em geral é a inadimplência.

Este é um tema que vem sendo discutido em vários veículos de divulgação, tais como revistas, jornais de grande circulação, etc. Assim sendo enfocamos o tema voltado para o mercado Pet que também está inserido no segmento do comércio.

Neste contexto podemos destacar uma dúvida que sempre surge quanto aos recebimentos: Cheque, cartão ou dinheiro?

Conhecedores deste problema é que descrevemos algumas dicas importante como se precaver quanto a driblar a inadimplência.

1. Recebimento de cheques

  • Firme um convênio entre a Federação do Comércio do Estado de São Paulo, Sindicato dos Lojistas do Comércio de São Paulo e Serasa . Através deste convênio você obterá informações sobre as restrições de pessoas físicas ou jurídicas referentes a bancos, fóruns e cartórios, mediante consultas efetuadas por telefone, fax, fax-modem e internet.

Conheça abaixo os códigos de devolução de cheques utilizados pelos bancos:

  • Alínea 11 – cheque sem fundos (primeira apresentação)

  • Alínea 12 – cheque sem fundos (Segunda apresentação)

  • Alínea 13 – conta encerrada

  • Alínea 21 – sustação pelo correntista

  • Alínea 22 – divergência ou insuficiência de assinatura

  • Alínea 23 – por desacordo comercial

  • Alínea 24 – bloqueio judicial pelo banco central

  • Alínea 25 – cancelamento do talonário pelo banco

  • Alínea 28 – sustação por roubo ou furto

  • Alínea 29 – falta de confirmação do talão pelo correntista

  • Alínea 31 – erro formal

  • Alínea 35 – cheque fraudado

  • Alínea 45 – emitido por entidade obrigada a movimentar sob ordem bancária

  • Alínea 49 – apresentação indevida

  • Alínea 44 – cheque prescrito

  • Alínea 49 – reapresentação indevida por alínea 12, 13, 14, 25, 35, 43, 44 e 45

  • Alínea 92 – cheque sem fundos, que o banco pagou e a pessoa não reembolsou

OS DEZ MANDAMENTOS DE QUEM RECEBE CHEQUE

  • Exija o cartão do banco, o original da cédula de identidade e peça um número de telefone ao portador;

  • Peça o endereço do cliente para cadastro

  • Anote esses dados no verso do cheque

  • Verifique o valor extenso e numérico e data de emissão

  • Checar se os números que estão na parte de cima do cheque batem com os que aparecem impressos na parte de baixo

  • Cuidado com contas abertas a menos de um ano, se possível negocie outra forma de pagamento

  • Não aceite cheques previamente preenchidos, nem rasurados

  • Consulte antes de aceitar, uma das centrais de proteção ao cheque

  • Evite aceitar cheques não personalizados ou desbotados,

  • Em dúvida, ligue no ato para confirmar a validade do telefone e endereço informado. Persistindo a dúvida, condicione a venda à prévia compensação do cheque

  • Respeite sempre o cliente. Explique que os procedimentos adotados têm por objetivo proteger pessoas honestas como ele.

2. CARTÃO DE CRÉDITO

Outra opção de pagamento é através de cartões de crédito, porém é um recurso que envolve um dispêndio extra, pois as administradoras cobram taxas para o repasse do dinheiro que só ocorre após 30 dias.

Nesta opção o empresário necessita de capital de giro suficiente para não ficar descapitalizado. Por outro lado o cartão pode ser considerado um estímulo ao consumo.



Na modalidade cartão de crédito, pode-se escolher entre treis opções:

  • Utilização da máquina manual. Este processo requer que os comprovantes de pagamento sejam levados ao banco e pedir autorização por telefone, demorando a operação em média de 3 a 5 minutos.

  • Utilização da máquina POS. É conectada a uma linha telefônica e efetua a transação automáticamente. O aluguel mensal é de R$ 60,00 – um dos equipamentos da visanet pode ser compartilhado com a America Express e custa R$ 70,00.

  • Utilização do leitor de trilha. Conectado ao telefone só que mais simples que o POS, com um aluguel de R$ 10,00 por mês.

Obs. A escolha do tipo de máquina depende do número de transações efetuadas no mês.

Ressalta-se que este é um das melhores opções, pois o nível de inadimplência é quase zero e há uma outra vantagem, no caso de roubo os ladrões não tem como receber as vendas efetuadas através desta transação, portanto diminuindo consideravelmente o prejuízo.

Cabe destacar ainda, que através das máquinas POS, também pode ser efetuado o débito automático e as taxas variam de 2 a 3,5% sobre o valor da compra.

Conheça a seguir as taxas dos cartões:

Administradora Bandeiras Taxas Taxas

(cartões de crédito) (débito automático)

Administradora Bandeiras Taxas
(cartões de crédito)
Taxas
(débito automático)
Visanet Visa
Visa Electron
Visafácil
3,7 a 5% 2,5 a 3,5%
Redecar Mastercard
Diners Club
Redeshop
Eletronic
4 a 5% em torno de 2%

Uma outra opção é o recebimento com dinheiro, porém o número de cédulas falsas também tem aumentado, portanto cuidado ao receber dinheiro vivo não esqueça de olhar com cuidado as notas e verificar:

  • A qualidade do papel
  • A marca d"agua
  • A gravura, etc.
Algumas lojas atualmente preferem trabalhar também com o parcelamento, sendo a primeira no ato e a Segunda no cartão ou no cheque pré.

Todas opções acima são válidas desde com as devidas precauções e limitações. Analise muito bem e não esqueça que há algumas opções que induzem o cliente a consumir mais.

Tenha a certeza que você mesmo pode DRIBLAR A INADIMPLÊNCIA e fazer do seu negócio uma oportunidade rentável.

Consultoria e Representações Palma - Rua José Albano, 70 - Pirituba - São Paulo - SP - CEP 02937-000.
Fone: 3974-9608 - Fax: 3972-1941 - Cel. 9625-5170 / 9968-7330. crpalma@ig.com.br. - www.palma.com.br.

voltar...